Criatec
Banco do Nordeste
BNDES

Fundo investe na Imeve para Empresa avançar no mercado
Fundo Criatec dispõe de R$ 100 milhões, dos quais 80% são oriundos do BNDES e os 20% restantes do Banco do Nordeste

Já está finalizada a ação empresarial que transformará a Imeve em Sociedade Anônima. O objetivo é ampliar o mercado, em médio prazo, com a previsão de aumento de faturamento em 35% já este ano.

"Hoje atendemos a pequenas e médias empresas. Com o investimento do Fundo, em um futuro próximo, acolheremos também as grandes empresas do mercado. Nossos passos, a partir de agora, priorizarão a profissionalização de todos os procedimentos e ações internas da empresa com esse fim", afirma o diretor técnico, Dr. Gustavo Henrique Nogueira Costa.

Ampliações físicas, novos equipamentos, investimentos em laboratórios, almoxarifado e cumprimento de processos de certificação e adoção do rigor das BPF – Boas Práticas de Fabricação – compõem algumas das mudanças que se iniciam agora na Imeve e que a levarão a um outro patamar no mercado, onde já é vista como uma promessa de sucesso inquestionável.

A informação é reforçada pelo próprio Fundo Criatec que justifica o investimento avaliando-o como uma questão estratégica já que a Imeve atua em um setor que desperta interesse mundial.

"Na pecuária, os promotores de crescimento à base de antibióticos, serão banidos, como já foram em vários países da Europa. E os probióticos ganharão força por serem aditivos naturais. Nesse sentido, o posicionamento da empresa já é significativo, respeitável, tem grande gabarito em P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) na fabricação de probióticos e conta com o apoio da Unesp e outras universidades", destaca Felipe Cresciulo, do Criatec.

"Em 2010, o faturamento da Imeve teve um aumento de 55% em relação a 2009. "A meta agora é de aumentar 35% só na produção de medicamentos e insumos veterinários", afirma Paulo Stein, gerente nacional de vendas e exportação, e diz que o momento é de crescer e de forma sustentável. "Daremos um salto. O mercado exige esse crescimento e vamos ousar porque temos capacidade, conhecimento e tecnologia para isso".

"O Fundo Criatec é um fundo de investimentos, formado por dois investidores, o BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento), e o Banco do Nordeste. A gestão é feita por duas gestoras de recursos de investimentos em pequenas empresas: a Antera, do Rio de Janeiro, e a INSEED de São Paulo. O Fundo atua hoje em 24 empresas em todo o país, das quais oito estão no estado de São Paulo.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Imeve.

Acesse nosso Twitter
Acesse nosso Facebook
Acesse nossos vídeos no You Tube